sábado, 31 de outubro de 2009

Lagar.

Lagar Antigo

Lagar Antigo.

Por estas portas passaram muitos milhares de KG de azeitona, e depois do seu fabrico também saíram algumas centenas de litros de azeite, e bagaço:Aqui em tempos existia um lagar de fabrico de azeite,lagar antigo com o funcionamento,de varas, não sei se uma se duas ao certo não me recordo, depois de tantos anos as coisas caiem um pouco no esquecimento.O seu pio aonde se moía a azeitona, portadores de duas valentes rodas em granito,era puxado por animais ,neste caso bois,enquanto um puxava o moinho o outro descansava, trabalhavam alternadamente.Também tinha uma belíssima fornalha a lenha para aquecimento, e ajuda para fabricação do azeite:Este lagar foi dos primeiros que existiu na nossa Aldeia, e ainda existe, e que pertenceu à mesma casa mais rica do Telhado, casa senhorial.Era a casa com maior poder monetário,desconheço o seu legítimo dono, é um património que deveria ser conservado,e se possível fazer dele um museu, ligado a industria agrícola,era uma bela solução mostrando aos mais jovens como no antigamente se produzia o azeite,que a todos temperava as nossas refeições.Desde a alguns anos para cá deixou de funcionar, naturalmente devido a coisas terem evoluído significativamente, na questão da produção do azeite.Uma boa aquisição para património da aldeia,afim de se conseguir algo de positivo para influenciar a história da nossa aldeia...

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Foto de Telhados

Telhados

Vendo o lado direito da foto,parte da muralha que resguarda toda a Vila,e do meu conhecimento com uma única entrada, e estreita que diariamente serve de entrada,e saída, de muitos visitantes:Telhados antigos, e com algum arvoredo, conforme se vê nas imagens,e vislumbrando no lado esquerdo a torre de uma Igreja...Casas com alpendre, e chaminé, ao mesmo tempo a condizer com as construções antigas.Telhados cobertos com telha antiga provavelmente fabricada na região.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Escola Prof. do Fundão

Funeral do Seu Director:Realizou-se ontem em Alpedrinha, Fundão o funeral de João Santos Costa, fundador e director da Escola Profissional do Fundão e vice-presidente da associação Nacional de Escolas do Ensino Profissional.Correio da Manhã de 27 de Outubro de 2009.Na verdade o ensino Profissional perdeu pelos vistos um grande obreiro no nosso Conselho,porque quem conheceu o ilustre professor,e autarca ao mesmo tempo assim o poderá considerar:Deus tenha a sua alma em Paz.

Carroça _1

Carro de Tração Animal

Vila

Se por acaso pensarem em visitar esta Vila,fazem muito bem, porque além de bonita vão ficar encantados,com tudo aquilo que vão ver,desde habitações antigas,casas de artesanato, até aos meios de transporte,e à entrada da Vila de (Óbidos)têm um belíssimo parque de estacionamento, à sua espera,e têm carroças antigas puxadas por cavalos, alternativa de transporte,afim de conhecer o circuito:Aproveite e não perca a visita num fim de semana de Outono,e que seja fim de semana com bastante sol,disserto que vai ficar deveras encantado, e vai ficar com vontade de voltar.Para os mais dever-tidos também têm baile à moda antiga.

sábado, 24 de outubro de 2009

Parque

Presidente da Junta Discursando.

Parque Infantil

Vendo o exemplo destas crianças, e outras mais que por aqui passam, só por isto vale a pena este esplêndido investimento, embora tivesse demorado a sua construção,porque foram muitas toneladas de terra que foram removidas em todo o espaço,mas a verdade,é que foi um autentico investimento, e muito caro, mas não deixou de dar os seus frutos de positivo.Só pelo facto de vermos os nossos netos, vossos filhos brincando neste lugar:Alguém têm duvidas?Se não fosse a Senhora Doutora Iria Gonçalves ter oferecido este pedaço de terra aonde é que ia-mos ver os nossos netos, e vossos filhos brincar?No meio da Rua?Provavelmente:Então não é sem duvida uma obra de engrade-cimento?Vejam o exemplo!A alegria destes inocentes como se divertem.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Flores.

São Flores Meu Senhores.

Mais um cantinho no Céu,esta deslumbrante fotografia e paisagem, está situada numa vila rodeada de muralha em toda a sua ex-tenção, e com frequência a visito, desde há alguns anos!Casas rasteiras,e com a cobertura de telhas de nome mourisca.Na minha aldeia (TELHADO) fabricaram-se milhares destas telhas, e ainda é vivo quem as fabricava,muito embora já com uma idade avançada.Ruas estreitas com uma extraordinária abundância de flores...Aqui nesta vila há sempre muitos visitantes incluindo, estrangeiros,disparando os flas das máquinas fotográficas em tudo quanto é sitio.Tanto no verão como no inverno, em dias soalheiro há sempre um elevado número de turistas.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Fontanário

Nesta foto deslumbramos um património de exemplo:É uma fonte muito simples, e estimada com dignidade e carinho, linda de se ver.Muitas pessoas passam por este simples e humilde fontanário, afim de conseguir um garrafão de água,e a fonte de contente, correndo o precioso liquido, lentamente, nunca diz que não a ninguém.Água é vida e beleza,e belo é também o lugar e a Aldeia aonde está instalada este fontanário.
E a fonte diz:Há para aí muitas irmãs gémeas dotadas ao abandono, mas eu e o meu rico povo somos muito unidos.
O povo de Valhelhas, o meu rico povo gosta muito de mim, e não só, também muita gente que por aqui dá o riso da sua graça, e comigo falam:Fonte dá-me água!A fonte diz!Não nego água a ninguém.Eu fonte sou amiga de toda a gente, e confesso que tenho muitos amigos que me vêm dar os bons dias, as boas tardes, e até as boas noites, em dias quentes de verão.Obrigada fonte pela água que me destes, mas apesar de estar a morar longe de ti, e de não ter o privilegio de ser teu vizinho , prometo que volto.Olha fonte na minha Aldeia também tenho fontes parecidas contigo mas não me dão a mesma alegria que tu me destes, apesar de me não conheceres de lado nenhum ofereceste-me o teu precioso liquido:Obrigada fonte, e até uma próxima oportunidade:
Ficaremos eternos amigos porque me matastes a sede.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Escadaria do Deposito

Deposito de Água.

O deposito diz,fizeram-me aqui já há alguns anos, e para aquilo que fui destinado até fui muito bem sucedido, porque durante alguns anos as águas do nascente que reabasteciam a aldeia, eram bombeadas para dentro de mim,e como eu era de uma boa estrutura, e por me encontrar num local prevalecente,e com alguma altitude em relação a aldeia, dava água de boa qualidade para vocês, tomarem banho,para vos matar a sede, e para cozinhar os vossos alimentos.
Fornecia-vos água nascida na vossa aldeia, e de boa qualidade, e hoje devido ao abandono em que em mim apostas-tens, aqui estou sujeito ao futuro...
Neste caso tendes que beber, e fazer os vossos cozinhados, e tomar banho, com água cara vinda lá da barragem das profundas não sei de onde, e com mau cheiro, que por vezes não é de melhor qualidade para beber, mesmo depois de tratada!
Eu (DEPOSITO)continuo aqui dotado ao abandono,mesmo vedado, e trancado e cheio de lágrimas, chorando, e derramando o resto das minhas águas pela escadaria abaixo...
Será que mais ninguém quer a minha água?Mas as fontes da minha aldeia estão completamente secas, e sem gota de água!O (deposito) continua dizendo:Por favor dei-ao utilidade à minha água:Não sou assim tão velho para merecer este desprezo total.O deposito continua dizendo,venham buscar a água que tenho para vos ofercer...
Deposito diz:Obrigado por terem ouvido o meu descontentamento, e aproveitem as minhas potencialidades,tenho muita água para vos oferecer... Agradecia que os responsáveis que estão à frente de dirigir os dinheiros públicos destinados à minha aldeia meditassem bem nas palavras e desabafo deste deposito.

domingo, 18 de outubro de 2009

Brasão

Brasão da Aldeia.Telhado

Este brasão têm o significado de três Castelos,também cinco telhas fabricadas que eram na nossa Aldeia,relativamente até há alguns anos a esta parte,também a espiga,de trigo,e o ramo da oliveira,justamente, a justificar aquilo que tenho publicado, em comentários no Bloggs de Carantonha:Os Castelos não sei explicar de onde vem as sua (origens)que nesta Aldeia que eu tenha conhecimento nunca existiu qualquer Castelo, mas, evidentemente que possa vir a ter alguma ligação com a casa senhorial com Brasão mais ligado à industria da agricultura.Alguém me sabe dar alguma explicação?De onde vem os Castelos?

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Os Restos das Àguas que Saem do Poço Para este Charco

O Jé Manel Zangado com a Arvore e Cortou-lhe as Orelhas.

A Cobertura do Poço com Tampa , Resta Ainda Uma Pia em Granito

Caminho dos Piscos

Fonte Conhecida pela Bomba

Este caminho dá acesso a um lugar publico aonde existe um nascente de água, que há anos antes também servia de recurso ás pessoas da Aldeia, uma vez por entre outra, principalmente nas crises de água também se reabasteciam de água, mas como ultimamente toda a Aldeia têm água ao domicilio, e ainda bem, mas aquilo que mais me chamou a atenção, foi uma (árvore)chamada (mimosa)do tamanho de quem vê na foto,estar a beber a água de dentro deste nascente (POÇO)que a água podia ser aproveitada para outras necessidades...Uma árvore deste tamanho não têm quatro ou cinco anos, a verdade é que é uma árvore com um porte sustentável de há alguns anos:Bem mas como é um lugar pouco movimentado pelas pessoas da Aldeia, e um pouco escondido, embora quase dentro de um caminho publico,mesmo à beirinha,ou dentro dos Piscos.A árvore diz estou aqui muito bem com a barriguinha cheia de água, por favor não me estraguem o arranjinho...Não me meto com ninguém, mas aqui o meu vizinho conhecido por Jé Manel,é para mim um mau vizinho,porque diz que estou a invadir o seu espaço, e não vai de modas foi fazer queixa de mim ao presidente da Junta.A árvore (DIZ...Qualquer dia vou-me a ele e meto-lhe o telhado da casa no chão.Porque o fulano já me principiou a cortar os meus rebentos principais,e as minhas energias.A árvore continua a dizer ao Jé Manel, não te metas comigo, há tantos anos que somos vizinhos e agora queres degolar-me por completo?Têm lá calma rapaz que eu prometo que não bebo a água toda do poço nem quero entrar dentro de tua casa...A árvore interrogasse será que é mesmo um poço publico?Parece mais uma pocilga de porcos.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Bandeira da Freguesia de Telhado

1-a Porta da Capela Mortuaria

Casa Senhorial:

A casa que os Telhadenses gostavam de ver concluída era esta, mas atenção meus caros amigos este Patrimónios é a cereja no cimo do bolo, para isso têm todo o vosso direito de pedir melhorias , mas vamos lá ter cuidado,podem-se divertir à vontade mas para isso não é necessário ter musica em altos berros durante toda a noite até ao nascer do sol:
Mas o Telhado, (cobertura) está novinho em folha, porque a junta de Freguesia anterior, a esta teve o cuidado de tratar desse problema, porque era aqui que estava previsto o centro de noite, caso contrario estaria num estado de muito mais abandono:Quanto à capela mortuária aonde velamos pela ultima vez os que nos são queridos, está em péssimas condições, e já o referi para alguém assim como parte de todo o seu interior.
E é aqui que muitas visitas de foram têm a amabilidade de se virem despedir dos seus amigos, e apresentar os pesamos aos familiares dos que partem para a eternidade.
Mas apelo aos utilizadores deste espaço trata-lo com carinho porque quem estima têm!

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Dois Presidentes Reeleitos.

Dois Presidentes

Em cima dos ombros destes dois senhores vai continuar a responsabilidade da administração do concelho de Fundão, Doutor Frexes, e junta de Freguesia do Telhado Engenheiro Aires Proença:O povo votou,e com o seu voto denunciou aquilo que pretendia...Já o disse aqui num outro blogg, equipa que ganha não se mexe.
Publicamente foi dito que a obra já teve início, e agora durante mais quatro anos vai continuar com ela afim de colocarmos o telhado em cima.
Quem mostrou trabalho mereceu o voto dos seus eleitores,e foi aquilo que aconteceu...
Essencialmente falo da minha Aldeia, porque pretendemos ver o centro de noite iniciado, e acabado, também vamos continuar a ver se as promessas prometidas vão continuar a dar-nos essa nota de alegria...
Outras coisas vamos continuar na expectativa de ver concluídas na minha Aldeia, e meu concelho.
Para quando uma rotunda na cidade do Fundão com um monumento de homenagem aos antigos combatentes mortos em combate nas antigas colónias Portuguesas?
Mortos da nossa Terra?Sim mortos do concelho de Fundão:
Outras questões não irão faltar a medida que o tempo correr...
Não deixo de manifestar os meus sinceros parabéns aos dois presidentes eleitos representados nesta magnifica foto.
Presidente de Câmara,e presidente de Junta de Freguesia do Telhado.

sábado, 10 de outubro de 2009

Casa com Varanda.

Esta habitação pertenceu a um lavrador do Telhado,e consideravelmente vivia bem,e que ainda conheci muito bem,já falecido há longos anos, também os seus dois filhos já faleceram, os netos sensivelmente, hoje têm a mesma idade da minha:
Foi nesta casa que houve uma fuga de azeite dos (potes) de barro, e se em-filtrou nas canalizações que fornecia água à fonte dos milagres, pela qual ficou conhecida pelo facto de correr azeite, isto dito por pessoas muito mais velas que eu!
Pelo feitio da casa é o tipo de casa da Beira, e na nossa Aldeia havia algumas casa com esta traça de varandas alpendradas...
Há longos anos que se encontra desabitada, assim como outras da nossa Aldeia.
Na casa ao lado já se deslumbra as novas tecnologias desde o ar condicionado, até a antena parabólica:Esta por sinal é de um amigo meu.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Habitação Antiga.

Habitação

Pela razão do tempo há anos a este parte por aqui habitou um casal em que Deus os bafejou pela sorte de terem seis filhos, três rapazes e três raparigas, por aqui trabalharam, e por aqui viveram,assim como outros;
A personagem central,é a habitação porque os seus antigos donos já faleceram há alguns anos,inclusivamente também já faleceram,alguns dos seus filhos, e lamentavelmente a vida têm estas grandes surpresas, uns que morrem outros que ficam:
Por aqui passei muitas vezes, e por aqui continuo a passar com menos frequência, mas sempre que me é possível, gosto de ver aquilo que nos ficou gravado na memória, consciente do que fez parte do nosso historial.
Muitos serões por aqui passaram, também muitas conversas misturadas e muito trabalho ligado a faina dos campos.
Lembranças que ficam no nossa mente enquanto vivemos temos o sentido das coisas.
Mesmo em frente da habitação agarrado ás paredes da casa,sobrevivem estas flores como sinal de alegria...
Tudo o que nasce também têm o seu quê de morrer:
Já há netos, bisnetos e trínetos do casal que aqui morou e que eu conheci,isto já foi seguramente há sessenta e cinco anos.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Maestro Angelo

Com o maestro Ângelo foi possível à late alcançar aquele objectivo e formar o actual orfeão ,que se estreou no dia 05 de Julho de 1996,tendo já efectuado actuações em vários pontos do País,em Espanha e em França
Em 2008 gravou o seu primeiro CD,com canções de Natal, que denominou (ROTEIRO)dos Templos: Concerto de Natal.

Orfeão

O maestro do Telhado no orfeão da liga dos amigos do Tortosendo vinte anos ao serviço, do mesmo, Américo Caldínho Ângelo nasceu em 17 de Julho de 1948. Iniciou os estudos secundários no Seminário dos Franciscanos . Ainda criança fez sempre parte dos coros do seminário e estudou música, gregoriano inclusive, até aos vinte anos.A sua profissão bancário,aposentado, mas a sua grande paixão é a musica.Durante oito anos dirigiu o coro da igreja matriz de Tortosendo.Em 1995 iniciou o Orfeão da LAT-Liga dos Amigos do Tortosendo,que tem regido até hoje.

Alpendre

Na parte interior desta porta, era um pequeno armazém aonde o seu senhorio, da altura possuía uma junta, de bois,e que viviam da faina dos campos , portanto trabalhavam os campos, e aqui guardavam as suas alfaias ligadas a agricultura,também os utensílios que recolhiam, como por exemplo fenos, afim de fazerem celeiro para sustentarem os animais durante o inverno.
Durante o ano também prestavam serviço a outras pessoas da aldeia que necessariamente precisavam dos seus meios de transporte como por exemplo,transportar barro para as olarias,lena,lavrando as terras etc.
Há uns anos para cá, desde que o seu senhorio faleceu, nunca mais vi estas portas abertas para dar inicio as tarefas para que eram utilizadas. ,

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Casa Paroquial



Nesta casa com balcão, morou o último Sacerdote com o nome de Salsedas, natural da Aldeia de Carvalho, Covilhã, e desde daí para cá nunca mais nenhum Sacerdote se fixou aqui na Aldeia, nos últimos anos.
Ultimamente na nossa Freguesia, todos os actos religiosos foram prestados pelo Padre Curto durante longos anos, e como residia na Freguesia do Barco fazia deslocações, sempre que era necessário de carro, recorrendo também ao transporte de táxi, e na sua assistência religiosa aos seus paroquianos. Além de ter celebrado o meu casamento Religioso e civil, também baptizou os meus dois filhos. Foi um Sacerdote amigo do seu povo apesar de ter de dar assistência, pelo menos em três Freguesias, ao mesmo tempo: Telhado, Barco, Coutada, e devido ao seu estado de idade avançada, prestou assistência até que Deus o ajudou...
Hoje esta habitação está num estado de semi abandono, embora alguém tivesse tido a preocupação de mandar restaurar o seu telhado!