quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Foto da Nossa Escola.



Debaixo do braço, uma ardósia, um marcador da mesma massa,o livro da primeira classe,e uma tabuada. E estes eram os utensílios para darmos início ao ensino primário. Vocabulário soube o que era, mas só os vi nas mãos dos colegas, e não de todos, porque a crise de dinheiro nos bolsos dos nossos Pais já existia nessa época. E na Escola já éramos quatro irmãos com intervalos curtos uns dos outros, saia um entrava outro, os livros eram sempre os mesmos para todos, só mudavam de mãos, isso já era uma pequena ajuda...
Hoje felizmente temos excelentes computadores!
E ainda bem que o progresso chegou às nossas Escolas...

Filme da Minha Escola

video

Escola 1 º Ciclo da aldeia do Telhado

Esta é a Escola do ensino básico da aldeia do Telhado, e foi aqui que principiei a aprender as primeiras letras, e os primeiros algarismos, no ano de 1955, desde a letra Romana, e por aí em diante. Quatro anos depois estava de saída para prestar provas da quarta classe antiga, na Escola do Fundão junto ao jardim de nome das Tílias.

E por aqui passaram durante todos estes anos centenas de alunos, e hoje felizmente todos têm acesso ao ensino secundário obrigatório, e ensino superior, embora se possa contar pelos dedos das mãos, os principiantes que aqui iniciaram as aulas, e raros foram os que conseguiram um curso superior.


Além de alunos, naturalmente, também alguns Professores leccionaram aulas aqui, e felizmente, hoje continuamos com a escola em funcionamento, porque a quantidade de alunos assim o justifica. Essencialmente, pelo meu tempo de escola passaram educadores que mais pareciam ignorantes do que pessoas para educar ou ensinar crianças na escola...Época esta em 1955, os próprios Professores batiam a torto e direito com uma régua de madeira, além de pontapearem os alunos, puxões de orelhas, e reguadas nas mãos.


Hoje tenho a liberdade de dizer que na questão do ensino primário os alunos da época frequentavam a escola debaixo de medo, e assustados.
Hoje o ensino é diferente...Existe mais compreensão da parte dos professores.
A parte norte da Escola era frequentada pelos rapazes, e a parte sul, pelas raparigas.
Esta era a nossa Escola de há cinquenta e cinco anos! Hoje continua a ser a mesma Escola!