domingo, 30 de maio de 2010

Esta Foi a Minha Escola.

Escola Primaria do Telhado.

No interior destas paredes foi o único lugar que frequentei para aprender os algarismos,as letras , incluindo letra (romana)ler e escrever enfim...Por isso todos os visitantes que têm a oportunidade de visitar os meus blogs não imaginem que frequentei qualquer outra escola,e apenas bastaram quatro anos para terminar a minha licenciatura.. E a verdade é que os nossos Pais não tinham posses para nos trazer nas escolas até aos vinte anos.E foi o suficiente esta aprendizagem para me lançar na vida.
Mas pela vida fora tive a escola profissional,ou a escola que a vida nos destinou.
 Muito,embora tivesse tido o privilegio de contactar com altos quadros profissionais,incluindo Engenheiros,Doutores,Administradores de empresas,ou professores de faculdades,me deu mais alento para me expandir pela vida fora... Inclusivamente ter tido a responsabilidade de os conduzir em muitos momentos da minha vida profissional.E o meu tempo não para nem tão-pouco me encosto a sombra de qualquer árvore a espera que o fruto nos caia em cima da cabeça.

As escolas são sem duvida um bom exemplo,e local de aprendizagem,e desde que nascemos até ao limite da nossa vida continuamos sempre a aprender.E quanto mais aprendemos melhor nos sentimos,por isso é fundamental para nos sentirmos realizados.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Bandeira Portuguesa.

Jé Povinho de Cabeça Baixa

Os Gorvenantes Deste País.

Meu País, aos pontos a que chegastes devido as responsabilidades de alguém que não se assume como tal...Devido a acentuada crise um pouco por todo o planeta,e essencialmente a Portugal,nota-se um descalabro no desemprego que naturalmente atinge muitos jovens com licenciaturas e currículo profissionais superiores aos de alguns responsáveis que governam estes pobre País,e que se julgam os maiores, por serem uns verdadeiros vendedores da banha da cobra,e pensando ser os maiores sábios do planeta, principalmente para os mais distraídos...Digo que muitas senhoras nossas mães que havia antigamente seriam capaz de fazer melhor que estes governantes de meia tigela...Antigamente existiam mulheres que se podiam chamar mães com um (M) muito grande,mesmo não conhecendo,ou lendo uma letra do tamanho de Portugal...Sempre foram boas donas de casa, e boas governantas...Melhor diria!Até para dar uma lição de governação a estes malfadados e incompetentes mentirosos que se encontram a frente do meus País.E tudo isto apenas digo quem colocou o País nestes descalabro de crise?E para terminar digo tanta incompetência na governação de Portugal...Quem nos acode em tantas questões para aliviar centenas de famílias que se encontra a beira do desespero...Será que Deus existe para ver tantas injustiças...

sábado, 22 de maio de 2010

Rio Tejo.

Paisagem do Rio Tejo.

Habitar num local como este não é nenhum privilégio,e logo que chego a janela dou-me com esta maravilhosa vista descampada não de arvoredo,mas sim com um parque de estacionamento,de frente,e com transporte para a capital cidade de Lisboa,e depois de decorridos quinze minutos eis-nos na capital de Portugal.
E por aqui durante o dia circulam milhares de pessoas que se deslocam em direcção aos seus postos de trabalho, para quem ainda continua com esse privilégio, e vice-versa de regresso a casa,e numa azafama constante como de formigas se tratasse, num labirinto frenético...Na outra margem do rio temos a academia do Benfica e seu campo de treinos e a deslumbrante paisagem do rio Tejo,também conhecido pelo mar da palha.Durante longos anos fiz este percurso quatro vezes por dia excepto aos fins de semana,até ao limite de atingir a reforma,e nessa altura para atravessar o rio,o percurso era de meia hora,e hoje como tudo se tornou mais moderno, e com as novas tecnologias dos cata-ma-rãs  basta apenas alguns minutos e estamos na baixa de Lisboa...No lado direito da foto a antiga estação de comboios que até há pouco tempo nos levavam para o Algarve.

sábado, 15 de maio de 2010

Sou Fonte Desde 1928.

Sou Fonte Desde 1928.

A discórdia, dos terrenos aonde está colocado os nascentes que reabastecia  a aldeia do Telhado...Meus conterrâneos,esta fonte têm história...Esta fonte continua a fazer falta ao povo,e pelo facto de muitos Telhadenses terem agua ao domicílio este fontanário deviria de continuar a correr água,muito embora com um significado positivo...Foi herança dos nossos antepassados desde 1928,e nunca é de mais continuar a bater na mesma tecla...Por estar ausente sinto o carinho com que o povo do Telhado está ligado aos seus monumentos com alguns anos e história,e em anos de crise do precioso líquido nas nossas fontes recorrendo a fonte de mergulho colocada no Casal das laranjeiras e a fonte da bomba.O casal das laranjeiras,mais um acontecimento triste...As águas desta fonte também foram retiradas devido a nova  abundância de furos que foram explorados nas sua redondezas.Tudo foi permitido nesta Aldeia.Necessitamos que a agua continue a correr nesta fonte com o historial desde 1928.
As águas vêm do respectivo deposito,e nascente que há dias gerou revolta no povo do Telhado, e o povo mobilizou-se para defender o que é do povo.
Continuarei sempre a alertar o poder local baseado nestas injustiças.Depois de tantos anos o caso, agora têm que ser resolvido entre advogados e tribunais.Durante muitos anos os autarcas do telhado que andaram eles a fazer?Adormeceram a sombra dos votos que o povo lhes deu?É de lamentar tanta tristeza..É esta a diferença das pessoas que em pequenos pormenores nos distingue das ideias,e da visão...

terça-feira, 11 de maio de 2010

Fonte.

Depósito

Os Sinos Tocaram a Rebate na Aldeia do Telhado


Domingo nove de Maio pelas dezasseis horas os sinos da torre da igreja da paroquia do Telhado segundo informação da rádio cova da Beira entrevista ao presidente de Junta de Freguesia Aires Proença.Nos terrenos aonde nasce a água que é bombeada para estes depósitos e que abasteceu estas fontes colocaram o povo do Telhado em pleno alvoroço...O povo do Telhado desde há setenta anos que gasta água destas nascentes,e eu também sou desse tempo e poço testemunhar porque desde criança que frequentava essas nascentes, e esse lugar pelo facto de os meus pais serem rendeiros de uma propriedade pegada com o local aonde nasce a água que abastecia a população do telhado.Esses ditos nascentes de onde provêm o precioso liquido foram dados ao povo pelo próprio dono,e dono da antiga casa senhorial,hoje casa do povo aonde se encontra a junta de freguesia,e centro de idosos grupos desportivo etç.
O povo têm razão e pelo facto de não existirem escrituras a comprovar o motivo do terreno,e das nascentes que durante muitos anos abasteceu a população é um direito próprio baseado na lei,e no tempo que há longos anos os Telhadenses continuam a defender.
As fontes do Telhado têm que continuar a brotar agua...É um legitimo direito...Já aqui abordei este problema...O povo continua a precisar de água nas suas fontes!Aí esta o exemplo!A agua é do povo,e a nascente colocada neste terrenos,e os terrenos vedados são do povo.Viva o Telhado.Viva os Telhadenses.

sábado, 8 de maio de 2010

Angelo

O Meu Computador.

Este inteligente computador fixo deu-me o nega,e então tive que recorrer ao portátil da esposa e como tal tenho todo um arquivo de fotos neste preguiçoso que se recusou dar-me abertura,para dar seguimento as minhas publicações fotográficas e então estou a ver se o meu filho técnico nesta matéria me consegue dar uma ajudinha para não vir perder o património fotográfico,porque se o mando para a garantia,naturalmente vou perder alguma coisa de importante deste trabalho.Habituado a trabalhar com esta máquina,fixa porque tenho as coisas mais ou menos orientadas irei ter que mudar ligeiramente a forma de trabalho, no portátil.