segunda-feira, 29 de abril de 2013

quarta-feira, 7 de março de 2012

SERVI DE ABRIGO AOS MAIS PODEROSOS.

UMA CASA QUE FOI SENHORIAL.

Em tempos fui uma casa que serviu os mais ricos da aldeia que aqui vinham passar férias,e mais tarde apos o vinte e cinco da abril vim fazer parte daqueles mais necessitado que me dêm utilidade.Utilidade essa para as colectividades que de mim esperam o conforto que vos posso oferecer,afim de quererem organizar trabalhos para o desenvolvimento da nossa terra.Bem mas os que foram antigos donos do meu património que os mais novos não conheceram, muito poderiam ter feito para o bem da aldeia mas infelizmente,e apenas serviram de exploradores de uma boa parte da comunidade.Poderiam ter feito e doado ainda em vida em benifecio dos aldeões que trabalharam escencialmente para a dita família da casa (AIRES)

sábado, 14 de janeiro de 2012

POR FAVOR TRATEM DO MEU INTERIOR.

POR FAVOR,RECUPEREM O MEU INTERIOR:

Felizmente que há alguns anos a esta parte alguém teve o bom senso e humildade,e preocupação pela cobertura desta casa que infelizmente só se vê metade do edifício porque a foto não foi feita para este texto mas no fundo aproveitei e venho aqui de novo manifestar uma vez mais as minhas ideias cidadão...no interior destas paredes e debaixo deste telhado novo existe um espaço que se encontra moribundo ,e caiu num profundo sonho que provavelmente irá continuar adormecido porque os tempos que correm não dá para nos virmos meter em camisas de sete mangas.Mas é pena,um espaço que poderemos dizer poderia ser aproveitado para qualquer coisa de útil para a nossa freguesia...já não digo um centro medico conforme já existiu no referido edifício mas mesmo que fosse um lugar para montar o museu que tanto se falou,ou outra coisa que os telhadenses encontrem que faça de cartão de visitas para quem queira visitar a nossa aldeia.É de facto um espaço que necessita de uma profunda reabilitação do seu interior,porque além de possuir de algumas madeira vigas com uma certas resistência o mesmo não sucede com as madeiras que fazem parte do sobrado.Como eu digo.A cereja,no interior deste edifício vai continuar no apodrecimento.

domingo, 8 de janeiro de 2012

AS IDENTIDADES QUE ASSINARAM O PROTOCOLO PARA O NOVO CENTRO.

ASSINATURA DE PROTOCÓLO.CENTRO DE DIA E NOITE.

Decorridos seis anos e hei-nos de novo na esfera da informação.Foi neste lugar que passados seis anos quase sete que foi assinado um protocolo para a se dar ao início à construção do centro de dia do Telhado.Pois só se lamenta que estas obras de grande envergadura se perca pela demora demasiada.Claro que alguns familiares dos idosos da nossa aldeia tenham que andar a mendigar pelo internamentos dos idosos por aldeias vizinhas,e esta responsabilidade têm um nome...certamente mais dois anos vão passar e a partir daí então sim cá estaremos de novo a fazer mais uma inauguração,e esta sim a inauguração daquilo que todos nós Telhadenses sempre sonhamos.Hoje dia oito de Janeiro de 2012 os Telhadenses estão em festa pelo facto de ser lançada a primeira pedra da construção do novo centro, que no futuro irá beneficiar toda a população da aldeia e inclusivamente dos arredores.Esta terra de gente pobre,e humilde vão de novo ver entre eles altos responsáveis pelos destino da aérea da segurança social e pelo poder autarquias,e é um momento crucial para que os povos se manifestam pelas necessidades que ainda deixam muito a desejar.Também deixo aqui uma mensagem a todos aqueles que através da internete elevem o nome da aldeia,e a façam sobressair com informação e a façam sair do anonimato.Por ultimo...Os parabéns ficam para outra oportunidade...

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

ALDEIA DO TELHADO VISTO DO LADO SUL.


TELHADO.

Desta vez permaneci por aqui durante mais oito dias, mas não tive tempo de fazer fotos porque o tempo foi-me muito curto,e como tal dediquei-me simplesmente a faina e apanha da azeitona,e que ainda me deu bem para estes oito dias de trabalho com alguma canseira.Mostro uma foto da aldeia do Telhado de um ângulo diferente do que é habitual,e é que nesta época do ano os poucos habitantes ,além de se preocuparem com esta azafama ligadas ás lidas do campo sabe bem,este precioso liquido cor de ouro que nos regala nos temperos dos nossos alimento!..Azeite puro fabricado na mesma aldeia que nos Telhadenses bem conhecemos ,e que todos os caminhos nestes dias nos levam visitar o lagar..Lagar este apetrechados das mais modernas tecnologias,e um investimento dos mais modernos nos tempos que vivemos.Alguns milhares de quilos de azeitona vindos um pouco de aldeias vizinhas vêm desaguar à nossa terra,e daqui saí um dos mais preciosos rendimentos da nossa agricultura num momento de crise em que o País se encontra.É sem duvida disto que o país precisa de uma produção que tão necessária é!..

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

O LOCAL DA CONVERSA FOI NESTA RUA:


AOS PONTOS QUE AS CONVERSAS ALCANÇAM

Há dias estava eu sentado à porta de um estabelecimento comercial,e um amigo meu sai de lá de dentro todo indignado dizendo!..Não dá isto um fulano estar a falar para esta gente e estar calado,é o melhor!..Olhei para a pessoa minha amiga que sempre trabalhou num ambiente diferente daquele aonde nos encontrava-mos,e o meu espanto!..Olhei para o meu amigo e simplesmente respondi com um sorriso!..Chego à conclusão que este meu amigo acaba por ter muita razão!..Há pessoas neste mundo que não dão meia para a caixa,e quando abrem a boca ou sai asneira ou entra mosca,e que só servem para provocar os outros duma maneira pouco respeitadora e muito indecente.Estas pessoas pensam que os outros são alguns (TÓTOS)e que comem os vizinhos como idiotas!..Quando eles começaram a meter o nariz nestas andanças já há muito que outros por cá andavam,fazendo um trabalho digno e respeitador.Apesar de outros andarem uma vida inteira nas escolas superiores pensam que os analfabetos não percebem as macaca-das deles ou delas.Aqui neste espaço do qual sou responsável por tudo aquilo que publico,só cá vem meter o nariz quem quer,e se não gostar deste ambiente só têm uma solução!...Meta a viola no saco,e vai dar musica para a tua rua!..Mas atenção...Só cala quem quer!..

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

UMA CASA Á PORTUGUESA.


UMA CASA FARTA.

Foi seu dono Albino Gonçalves,mais tarde sua filha Maria Albina,e hoje sua nora,e netos.O tio Albino Gonçalves foi durante muitos anos feitor e rendeiro da casa Aires,ou seja,mais conhecido pela casa Fortunato,eu morava logo de frente,e na olaria de meu pai,no tempo das vindimas assistíamos ao descarregar das uvas que ainda eram transportadas nos carros de tracção animal,puxado pelos bois.As amizades eram puras e num povo relativamente pequeno,apesar das suas desavenças as coisas dá a crer que eram mais saudáveis que hoje.Uvas na minha criação nem todos tinha-mos achegar a um fruto tão apetitivo,e então o tio Albino dizia ao seu amigo que era o meu pai,vai alem buscar uma uvas e prova lá esse fruto. meu pai do seu posto de trabalho tinha vista até este lugar que de momento avistamos que era e é esta residência que ainda hoje se mantém com esta traça desde que eu conheço da minha infância.Também nos dias de boas festas que eram dadas na aldeia na segunda feira de pascoa o tio Albino de uma destas janelas aparecia com um saco cheio de moeda de centavos misturadas com rebuçados e toca a mandar para o meio da rua,e como os miúdos de então já sabiam os costumes era vê-los a saltar uns por cima dos outros afim de apanharem as respectivas moedas que vinham lá da janela,mandadas pelo próprio dono da habitação.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

ERA UMA VEZ UM OLEIRO.


ÉRA UMA VEZ UM MENINO QUE QUERIA BRINCAR COM O BARRO.

Era uma criança ainda muito jovens que em volta do torno de fabricar a loiça queria brincar com o barro.Via o seu pai a trabalhar nesta labuta todos os dias e o seu filho também ainda fez umas coisas pequenas de olaria até à idade de ir prestar serviço militar,e no seu regresso continuou a ajudar o pai,mas assim que lhe apareceu uma oportunidade este rapazinho não vai de modas e voltou as costa a olaria e rumou para a capital.Hoje apresento aqui neste meu blogs o computador que na época era tocado com os pés,e as mãos do oleiro davam feitio à peça de barro.Aqui apresento uma imagem que vi na frente dos meus olhos centenas de vezes se não milhares,e muitas peças iguais a estas me passaram pelas mãos,assim com outras e para isso tinha-mos que ter inteligência para manusear as peças de arte que saiam do torno do oleiro.Esta maquina que era de um oleiro da nossa aldeia,e que uma filha ainda guarda com grande sentimento de amor e carinho porque foi uma herança de seu pai porque nela trabalhou milhares de horas assim como seu irmão.São histórias que já com alguma antiguidade e que toca a muitas famílias da nossa aldeia principalmente aos mais idosos.Este jovem  de quatro anos já é bisneto de oleiro,mas o seu avô não seguiu as pegadas do bisavô.

sábado, 8 de outubro de 2011

DUAS BANDEIRAS INSEPARAVEIS:


A BANDEIRA DE PORTUGAL,E BANDEIRA DA ALDEIA DO TELHADO.

Lamentavelmente parece mentira,mas na verdade aonde é que já se viu as bandeiras estarem todos os dias que passam por aqui estarem hasteadas de noite e dia?..Isto nem na sede do concelho acontece um disparato destes!..Será que na minha aldeia todos os dias é feriado?..Para mim considero aberrante um comportamento destes,mas que dá um ar de beleza lá isso é verdade!..Até pode haver quem goste,mas quando se aproxima um feriado como o cinco de Outubro já a bandeira Portuguesa está  lá no lugar a que têm direito,pelo menos assim não podem vir as pessoas a reclamar,esqueceram-se de colocar a bandeira no sítio a que tenho direito.As pobres bandeira sempre bem dispostas e têm a oportunidade de cumprimentar todos aqueles que de noite ou de dia por aqui passam!..Bom dia ou boa noite!..Antigamente como uma prova de respeito,e quando os nossos país usavam chapéu lá vinha a respectiva vénia!..Tirar o chapéu e cumprimentar a bandeira!..Não foi isto que aprendemos na nossa escola primaria?..Então boa noite!..E passe bem!..

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

O GRITO DE UM JOVEM DO INTERIOR DO PAIS.


O GRITO DE UM JOVEM DO INTERIOR DO PAÍS.UMA EMPRESA NOVA COM MILHARES DE JOVENS Á PROCURA DE UM TRABALHO.

Os dias vão passando,e os jovens do meu País hoje com muita pena minha e dos seus pais inventam coisas muito sérias que ocorrem nos dias de hoje.O cartaz têm uma imaginação dizendo aquilo que os aflige, e que procuram. Os jovens,do interior das beiras e das grandes cidades,que passam os dias a procura daquilo que não aparece,.e acabam por cair no desespero!..Um emprego,um trabalho aqui têm direito,isto consignado na constituição da Republica.São jovens e desesperadamente fazem contas à vida a deambular pelas ruas da minha aldeia.Um sonho que morreu antes de nascer,um país que não trabalhou em prol dos seus filhos,e daqueles que vimos crescer com alguma amizade!..Para todos os Davides deste Portugal boa sorte!..

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

PATRIMONIO HISTÒRICO.

Um património rico,histórico,e com alguma antiguidade.Percorri este lugar.Ainda criança,e no primeiro Domingo de Setembro voltei de novo matando saudades de outros tempos,e então pus-me nos meus cuidados,e vamos lá que se faz tarde.Fiquei deveras surpreendido com aquilo que vi,fiquei surpreendido com o abandono de um património com alguns séculos de história.Segundo informações,o senhorio deste belo lugar recorreu a fazer nova construção com alguma humildade,a cem metros desviado deste local das ruínas,que as fotos mostram.Compreendo para se recuperar o património que os nossos antepassados nos deixaram,é deveras complicado devido a certas leis que o país têm.

domingo, 4 de setembro de 2011

A gordura do Estado
Sugar o tutano até à pobreza radical a milhões de contribuintes é um filme gasto e pouco credível.





Não sei quem inventou a expressão mas ela entrou nas narrativas políticas como mel. É capaz de ser, neste momento, a fórmula mais usada para identificar os gastos excessivos do Estado. Retirar a gordura do Estado é uma obsessão do governo. Corre o risco de ter de criar um ministério nutricionista que faça a gestão da coisa. Porém, o diagnóstico é velho. Nos últimos vinte anos, o discurso repete-se com outras variações. Emagrecer o Estado foi outra expressão que, em tempos, se converteu em lugar-comum. Ao fim e ao cabo, quer dizer o mesmo. Precisamos de um Estado esbelto, de curvas bem delineadas, sensual. Porém, as receitas para chegarmos a esse patamar superior da beleza política, escorraçando gorduras, com dietas rigorosas de vegetais, onde pão, carne e peixe são coisa para ricos, têm sempre a mesma fórmula. Começa-se por sugar o sangue aos contribuintes, e as gorduras, alegremente, lá ficam tornando o doente mais doente.

Isto é, o governo precisa de dar com urgência um sinal ao País sobre o corte das adiposidades crónicas. E até agora não o deu. Sugar o tutano até à pobreza radical a milhões de contribuintes é um filme tão gasto e tão pouco credível que só o aceitamos se percebermos que a estrutura do Estado entra em verdadeira dieta severa. Ou seja, que avançam reformas severas na esfera administrativa, na mobilidade de pessoal, na reconversão dos torresmos e toucinhos que se abrigam nos corredores do poder. Dou um exemplo: para aprovar um Plano de Pormenor urbano, são necessários pareceres de vinte e oito (!) instituições do Estado. Coisa que leva, em média, quatro anos a realizar. Conheço uma parte deste labirinto de poderzinhos que habita nos alvéolos mais gordurosos de vários ministérios. Com honrosas excepções, a incompetência domina e a arrogância impera. Consiga o governo reduzir a catorze entidades e tenha a coragem de pôr na rua quem não trabalha e parasita o Estado e pode cantar vitórias dietéticas daqui por mais dois anos. É que é o trabalho fundamental para perder gordura: acabar com a preguiça e correr com preguiçosos. Sem esta coragem, o governo só nos trará mais do mesmo: um Estado mais gordo e flatulento. E a fome do outro lado desta falta de imaginação.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

ESPAÇO ACOLHEDOR FUNDÃO JARDIM.

POMBOS.

CIDADE DO FUNDÃO:

Há dias passei por esta cidade que considero também a minha terra.Neste espaço que vejo com olhos de ver fiz-me acompanhar da esposa e do meu neto de quatro anos.O meu neto ao ver os pombos insistiu comigo para fazer uma fotografia aos pombos que por aqui existem,mas como os bichos não me deram tempo para disparar a maquina,o miúdo meu neto não vai de modas e zangou-se com o avô porque não consegui o pedido pretendido da criança.Tenho fotos feitas aos bichinhos mas numa outra altura salvo erro no mês de Setembro do ano passado.Quando me desloco para a minha localidade gosto de passar por este local,mesmo pelo centro da cidade rua principal que fica mesmo pegado a este jardim.É sem duvida um lugar para os amantes da natureza repousar um pouco neste espaço afim de colocarmos as ideias no sitio certo.E é aqui que existe um dos melhores edifícios ligados à cidade do Fundão.Neste foto podemos ver parte do jardim e mais além também parte da serra da Gardunha.Disserto que voltarei mais vezes a estes lugares que nos encantam.

terça-feira, 5 de julho de 2011

OLIVEIRA CENTENARIA

A OLIVEIRA:

Estou para aqui a beira do caminho desde há longos anos,e devido ao meu cansaço pelos anos que por mim têm passado estou velha, e deslumbrante mas continuarei atenta as temperes demasiadas umas vezes com calor outras com os inverno insuportáveis e neste época do ano não me esqueço de voz oferecer a azeitona da qual extraís o azeite para vos temperar a comida e amaciar a garganta.Durante muitos anos tem passado a meu redor muita gente que nem sequer se apercebem de que eu existo,mas cá estou no meu lugar muito sossegado a espera que alguém olhe para mim com olhos de ver!..No verão apanho aqui uma torreira de sol que até as minhas raízes gritam de dor,no inverno apesar de estar num lugar soalheiro acabo as noites a tinir de frio,e por este andar qualquer dia acabo numa lareira para voz aquecer no vosso conforto de bem estar.Mas simplesmente regalo-me de ter conhecido muitas pessoas da aldeia entre novos e velhos pelo facto de estar num ponto privilegiado,e assistindo a vossa passagem que nem sequer um bom dia,uma boa tarde mereço da vossa parte!..Apenas vos peço!..Deixai-me continuar aqui no meu recanto até que Deus se lembre de mandar um vendava-lo que me tombe de uma vez por todas.

domingo, 19 de junho de 2011

APELO NACIONAL DIVULGAR!!!!!

APELO NACIONAL



DIVULGAR… Este Apelo Nacional!
Portugal Afundou... (!)
Queres que aconteça um milagre económico no nosso país?
Então deixa-te de seguir dissertações de economistas ao serviço de interesses, que não os nossos! Não te deixes mais manipular pelo marketing!
Faz aquilo que os políticos, por razões óbvias, não te podem recomendar sequer, mas que individualmente podes fazer:
Torna-te PROTECCIONISTA da nossa economia!
Para isso:

1. Experimenta comprar preferencialmente produtos fabricados em Portugal. Experimenta começar pelas idas ao supermercado (carnes, peixe, legumes, bebidas, conservas, preferencialmente, nacionais).
Experimenta trocar, temporariamente, a McDonalds, ou outra qualquer cadeia de fast food, pela tradicional tasca portuguesa. Experimenta trocar a Coca-cola à refeição, por uma água, um refrigerante, ou uma cerveja sem álcool, fabricada em Portugal.

2. Adia por 6 meses a 1 ano todas as compras de produtos estrangeiros, que tenhas planeado fazer, tais como automóveis, TV e outros electrodomésticos, produtos de luxo, telemóveis, roupa e calçado de marcas importadas, férias fora do país, etc., etc...

Lê com atenção e reencaminha para que sejamos muitos a ter esta atitude!
Portugal afundou, somos enxovalhados diariamente por considerações e comentários mais ou menos jocosos vindos de várias paragens, mas em particular dos países mais ricos. Confundem o povo português com a classe política incompetente e em muitos casos até corrupta que nos tem dirigido nos últimos anos e se tem governado a si própria.
Olham-nos como um fardo pesado incapaz de recuperar e de traçar um rumo de desenvolvimento.

Agora, mais do que lamentar a situação de falência a que Portugal chegou, e mais do que procurarmos fuzilar os responsáveis e são muitos, cabe-nos dar a resposta ao mundo mostrando de que fibra somos feitos para podermos recuperar a nossa auto-estima e o nosso orgulho.

Nós seremos capazes de ultrapassar esta situação difícil. Vamos certamente dar o nosso melhor para dar a volta por cima, mas há atitudes simples que podem fazer a diferença.

O desafio é durante seis meses a um ano evitar comprar produtos fabricados fora de Portugal. Fazer o esforço, em cada acto de compra, de verificar as etiquetas de origem e rejeitar comprar o que não tenha sido produzido em Portugal, sempre que existir alternativa.

Desta forma estaremos a substituir as importações que nos estão a arrastar para o fundo e apresentaremos resultados surpreendentes a nível de indicadores de crescimento económico e consequentemente de redução de desemprego. Há quem afirme que bastaria que, cada português, substituísse em somente 100 euros mensais as compras de produtos importados, por produtos fabricados no país, para que o nosso problema de falta de crescimento económico ficasse resolvido.

Representaria para a nossa indústria, só por si, um acréscimo superior a 12.000.000.000 de euros por ano, ou seja uma verba equivalente à da construção de um novo aeroporto de Lisboa e respectivas acessibilidades, a cada 3 meses!!!
Este comportamento deve ser assumido como um acto de cidadania, como um acto de mobilização colectiva, por nós, e, como resposta aos povos do mundo que nos acham uns coitadinhos incapazes.
Os nossos vizinhos Espanhóis há muitos anos que fazem isso. Quem já viajou com Espanhóis sabe que eles, começam logo por reservar e comprar as passagens, ou Passa este texto para todos os teus contactos para chegarmos a todos os portugueses.pacote, em agência Espanhola, depois, se viajam de avião, fazem-no na Ibéria, pernoitam em hotéis de cadeias exclusivamente Espanholas (Meliá, Riu, Sana ou outras), desde que uma delas exista, e se encontrarem uma marca espanhola dum produto que precisem, é essa mesma que compram, sem sequer comparar o preço (por exemplo em Portugal só abastecem combustíveis Repsol, ou Cepsa). Mas, até mesmo as empresas se comportam de forma semelhante! As multinacionais Espanholas a operar em Portugal, com poucas excepções, obrigam os seus funcionários que se deslocam ao estrangeiro a seguir estas preferências e contratam preferencialmente outras empresas espanholas, quer sejam de segurança, transportes, montagens industrias e duma forma geral de tudo o que precisem, que possam cá chegar com produto, ou serviço, a preço competitivo, vindo do outro lado da fronteira. São super proteccionistas da sua economia! Dão sempre a preferência a uma empresa ou produto Espanhol! Imitemo-los nós no futuro!

Passa este texto para todos os teus contactos para chegarmos a todos os portugueses.

Quando a onda pegar, vamos safar-nos.

Será um primeiro passo na direcção certa!

GOVERNO PERIGOSO!!!!


Governo perigos
Diminuir o governo foi uma boa decisão. Que a seguir venha outra mais difícil: terminar com as quadrilhas de boys

Ainda mal tinham surgido os nomes dos futuros ministros e, como é hábito, os jornais procuravam reacções à constituição do futuro governo. Não deixa de ser divertido ler os comentários dos vencidos nestas eleições, que começaram a disparar os disparates do costume. Ainda nem conhecíamos as caras de todos os ministros. "Este governo não augura nada de bom", "é um governo do aparelho", "é um grave sinal da política de direita", "é um governo de submissão aos interesses da troika e de cedência da independência nacional, com ele vão aumentar as tensões sociais".

Li algures um desses gurus exclamar sem corar que "era um governo demasiado rápido". E aqui desisti de ler disparates. Não estou a ver o meu amigo Francisco José Viegas, pesadote e com o peito fortemente descaído, a atravessar a ponte 25 de Abril em passo de corrida, acompanhando a passada do primeiro-ministro cessante. A propósito, é de sublinhar que o PS foi o único partido que desejou felicidades ao novo governo. Quanto aos outros, quanto pior, melhor.

A crítica que surge é o sintoma da ausência de palavras dessa rapaziada que fala por falar. E tão pobres de coerência que só se explicam pelo autismo político de quem as produz. É claro que este governo não tem bons augúrios. Tem de cumprir um acordo internacional que, pelo menos, nos leva os anéis, se não levar um ou dois dedos na aflição da ameaça de bancarrota. E um governo com uma obrigação essencial, que Paulo Portas sublinhou: criar as condições para que o país não se exponha outra vez à situação vexatória de tornar a pedir auxílio internacional por causa da incompetência caseira. A incompetência irresponsável que em nome da falsa defesa de direitos acrescenta miséria à miséria, que sonha todos os dias com a rebelião dos fracos para que os poderosos fiquem mais poderosos, que despreza o Estado que os alimenta. Este governo tem uma qualidade. É constituído por gente jovem, que quer mostrar que sabe fazer e é tão capaz quanto os tradicionais, taciturnos e recorrentes candidatos a ministros que, desta vez, ficaram de fora.

Teve o mérito de provocar surpresa pelas novidades, precisamos que tenha mérito para nos salvar deste gravíssimo problema em que estamos envolvidos por nossa própria culpa. De todos, mesmo dos falsos inocentes. Diminuir o governo foi uma boa decisão. Que a seguir venha outra melhor e mais difícil: terminar com as verdadeiras quadrilhas de boys que alimentam a sua mediocridade nos milhares de lugares improdutivos que o Estado paga a peso de ouro. Se conseguir esta vitória contra o clientelismo e o caciquismo, temos governo.

sábado, 4 de junho de 2011

VOTAR EM QUEM?..


ELEIÇÕES!..VOTAR EM QUEM?..

Sinceramente,vou sair de casa para me dirigir para praticar um acto que quando era jovem não tinha esse direito,nem me era exigido porque nesse tempo os presidentes de junta se responsabilizavam por esse acto,pegavam numa folha de papel de 25 linhas e assim recolhiam assinaturas. Bem,hoje as normas são ligeiramente diferentes,mas aquilo aqui eu quer chegar é!..Há muitas previsões nos órgãos de informação,e cálculos de toda a maneira e feitio.Prospecção para todos os gostos!..E chega-se o momento  da votação e continuo com a minha incerteza!..Votar em quem?Votar para quê?Ganhe quem vier a ganhar e daqui algum tempo certamente que continuamos a ouvir os membros dos partidos cada um a puxar a corda para seu lado!.Foi assim que habituaram os Portugueses,e é assim que o desentendimento vai continuar,porque naquilo que eu tenho visto existe uma luta desenfreada pela questão do poder!.Poder este que traz muitos interesse para ambas as partes e é sem duvida um jogo de interesse pessoal!.Acima de tudo isto devia de ter o interesse do bem estar do país e dos Portugueses!.No fundo depois das eleições pouca coisa vai mudar para melhor porque esta classe de políticos quanto a mim está muito ultrapassada!.Tudo isto será sol de pouca dura porque não havendo uma maioria parlamentar de um só partido tudo voltará a estaca zero!..A frase é vamos ver como diz o chego!..E por aqui vamos continuar desesperadamente a espera que as coisas mudem no sentido de uma boa governação venha ela de onde vier!..A esperança é sem duvida a ultima a morrer!..

segunda-feira, 2 de maio de 2011

EDEFICIO DA JUNTA DE FREGUESIA DA COUTADA COVILHÂ


ALDEIA DA COUTADA COVILHÂ.

Há aldeias no interior da beira baixa com um significado de desenvolvimento,e com um prestigio no seu trabalho,e trato!..Senão vejamos pelo aspecto do edifício da junta de freguesia da aldeia aonde está também localizado o centro medico que bem é necessário para dar assistência a toda a população,em que os idosos essencialmente serão sem duvida os mais necessitados em frequentar o posto medico!..Para além de outros benefícios que é necessário notasse em muitas aldeias do interior que nem tão pouco têm posto medico,quanto mais medico para dar assistência medica  a quem dela precisa!..Além de outras coisas boas que existem como um pavilhão desportivo inaugurado há bem pouco tempo aonde os jovens se podem deliciar com algumas práticas desportivas!..Lamentavelmente nem todas as autarquias se podem dar ao luxo de ter umas regalias destas,em que a escassez é mais que muita em muitas das aldeias em redor!..Isto vêm a propósito do interesse daqueles que se candidatam em nome do poder local,e que para isso adoram em fazer obra em defesa dos seus cidadãos que lhes ofereceram o voto em nome de um projecto!..O poder local é isto!..O trabalho das autarquias está em trabalhar no desenvolvimento de todos sem olhar a ideologia politica.Pena é simplesmente muitos aldeões  tenham que se deslocar para outros lugares afim de conseguir,um trabalho para sustento da família,mas isto de momento é uma chaga que atinge todo o interior das beiras,e não só!...

domingo, 24 de abril de 2011

De pé, vítimas da fome.

Estamos a viver dias ruins. Tão ruins que a desorientação já é visível e está à beira do histerismo. E da revolta. Da angústia mais aguda e da depressão colectiva.

Por:Francisco Moita Flores, professor universitário


Tão ruins são estes dias que só uma euforia pré-suicidária pode explicar comportamentos tão bizarros como aqueles a que temos assistido, desde os partidos políticos, passando pelos comentadores. Arruinados, à espera do maior aperto de cinto dos últimos cem anos, ameaçados por cortes radicais na esperança, esta Páscoa, que anuncia morte e ressurreição, este 25 de Abril, que em tempos foi esperança, coloca-nos na vigília dos fiéis defuntos. Ainda sem destino. Porque o destino está a ser discutido nos gabinetes pelos homens do FMI e pelo governo, pelos partidos que ainda se interessam por Portugal. Pelos empresários, pelas organizações sindicais. Menos pelo Partido Comunista e pelo Bloco de Esquerda. Demitiram-se de discutir o futuro do País. Recusaram encontrar-se com aqueles que nos chegaram para nos ajudar, embora com calculismo, pois a aflição nacional não diz respeito nem a comunistas nem a bloquistas. Nunca se viu maior exemplo de cinismo político. De inutilidade política. De verdadeira lixeira do resmungo, feita de palavras sempre muito indignadas, muita piedade dos trabalhadores, mas do alto do seu autismo revolucionário demitindo-se da discussão olhos nos olhos com aqueles cuja ajuda pode significar maior dependência, maior perda de soberania, maior indignidade cívica e política. O PCP e o Bloco são isto. A democracia abriga-os e eles repudiam-na, pois, na sua essência, ela exige confronto mais sério do que manifestações e clamorosos protestos retóricos, peitos inchados de palavras tonitruantes, piedosas solidariedades com os trabalhadores, mas agora, que chegou a hora de os defender da sofreguidão capitalista mais dura, dizem não. Que ali não estarão. É a verdadeira cegueira política, o oportunismo mais acabado que reduz estas forças partidárias a verdadeiros párias da própria democracia que, na sua essência, desprezam, sonhando sempre com a desestruturação do Estado e a sempre sonhada ditadura do aparelho partidário, camuflada na velha ideia da ditadura do proletariado.
É certo que amanhã vão surgir de cravo ao peito e sem um pingo de vergonha na alma, aliás, coisa em que não acreditam, reclamando os direitos dos trabalhadores. Que ignoraram no momento mais decisivo das nossas vidas. Do alto da sua pesporrência, ignoram o FMI e as nossas maiores expectativas. Não nos representam. Recusam--se. Nem são nódoas. Apenas um disparate.


quarta-feira, 20 de abril de 2011

HABITAÇÂO EM LISBOA.


VIVENDAS EM LISBOA.

Em pleno centro da cidade Lisboa,numa avenidas bastantes concorrida,e cheia de transito a qualquer momento,e hora do dia ou noite, passei por este local,e me despertou a atenção desta vivenda que por incúria,ou gosto do senhorio chegou ao ponto que demonstra.Uma vivenda que eu teria todo o prazer de possuir,mas isto não é para todas as carteiras deste País:A verdura invadiu toda a fachada da moradia,e pelo aspecto da foto suponho que seja uma moradia que os donos deixaram parar no tempo!.Com a falta que muitos Portugueses neste momento difícil que o país atravessa,e com a falta de casas que muitos têm necessidade ainda há quem abandone o património num lugar de certo privilégio!..Por motivos que desconheço,mas despertou-me a atenção o aspecto de desleixo em que muito património deste país atinge..Obviamente que qualquer cidadão gostaria de habitar num lugar destes perto de tudo aquilo que necessita...Capital sempre é capital pelo facto de termos tudo ao nosso dispor!..

quarta-feira, 6 de abril de 2011

O MÁRIO,E O LUÍS DOIS ACORDEONISTAS DA NOSSA ALDEIA:

O Mário com um curriculo,que deixa inveja a alguns cidadaõs,que têm tocado acordeão, em diversos ranchos da cova da beira com renome internacional.Incluindo o rancho das cantarinhas da nossa aldeia como no rancho da Fatela, entre outros que não vou aqui nomear por escaça informação.O Luis um jovem da nossa freguesia que como excelente tocador,também já têm actuado nalguns ranchos da mesma região,e como musico seguio as mesma linha segundo as instruções de seu avô Joaquim,e sendo assim já  nós têm brindado com estas músicas aqui no seu reportório,este lindo musical de António Vareações.É sempre de louvar o extremo valor que estes elementos pela altura de festas nos dão o realce daquilo que temos de bom em património músical,como se trata da prata da casa.Ó Mário um membro já com uma certa afinidade ligado á musica desde que regressou do serviço militar da Guiné,e ligado desde há muito tempo foi um dos primeiros musicos a integrar o rancho das cantarinhas do Telhado,e um dos membros fundador do mesmo desde de 1974.Além do senhor padre Curto, e o José Daniel, membro da mesma freguesia.O Luis,um jovem da mesma aldeia, também têm feito dupla como o exemplo que nos mostra.Para eles apelo que mostram de bom daquilo que sabem e não deixem cair no esquecimento,e de vez enquando nos apresentam estas surpresa!..Obrigado aos dois!..

Ti Mário e Luís Furioso - "É para amanhã"

sábado, 12 de março de 2011

UMA SEÇAO DE UM GRUPO DE COMBATE ALGURES NORTE DE ANGOLA.ANO DE 1966.


OS IDOSOS PERCEBEM JOVENS À RASCA.

Nós,os mais idosos,que em 1961 aguentamos o embate inicial da Guerra Colonial,de peito exposto as catanas,canhangulos e balas,e com a experiência acumulada vivida junto dos filhos e netos,podemos afirmar que esta não é a "geração rasca"mas sim á "rasca.São estes jovens que,um dia provavelmente próximo,terão de pedir responsabilidade aos políticos pela tragédia que estão vivendo.

J.Rodrigues.

sexta-feira, 4 de março de 2011

A RESPONSABILIDADE È DOS GOVERNANTES QUE POR AQUI PASSARAM,PELA ASSEMBLEIA DA RÈPUBLICA.


EURO:DO SONHO AO PESADELO

NOVE ANOS DEPOIS,O EURO TORNOU-SE NUM DRAMA.A GRÉCIA E A IRLANDA JÁ PRECISARAM DE AJUDA DA EUROPA E O FMI,PORTUGAL E ESPANHA PODEM IR A SEGUIR,ENTRETANTO,A ALEMANHA CRESCE E DÁ ORDENS,PORQUE É QUE A MOEDA ÚNICA ESTÁ EM RISCO?

Será que o euro vai acabar?Será que Portugal vai ter de sair?A poucos dias do final de 2010,com a Europa e o FMI a prestarem os primeiros socorros à Grécia e à Irlanda,paira sobre nós uma nuvem negra.Como a Espanha,encontramo-nos à beira do abismo e ninguém se espantará se cairmos.Quase dez anos depois da fundação do euro,este é um filme deprimente.Não é contudo,inesperado.Infelizmente para nós,era  inevitável.A forma como o euro foi construído levar-nos-ia,mais tarde ou mais cedo a este colapso.Se compararmos o Portugal de 2001 com o de 2010,observamos uma triste e penosa realidade.Nove anos de uma moeda única depois,estamos muito pior.O nosso crescimento económico foi sempre anémico,entre O e 2%,muito abaixo dos trinta anos anteriores.Há,no presente,muito mais desemprego do que em 2001,o deficit do Estado é mais elevado ,os endividamentos públicos e privados são maiores,o desequilíbrio comercial também,e as taxas dos impostos são mais altas.A única excepção é a inflação,que desceu.O resto é uma miséria,uma negação do sonho de prosperidade que nos prometeram com a entrada no euro.
Curiosamente,ninguém tem dúvidas em aposentar os culpados:os políticos portugueses.Foram eles que perderam o controlo da despesa do estado e nos conduziram ao desastre.Cavaco,Guterres,Durão Barroso,Santana Lopes e Sócrates geraram e geriram o "monstro",a razão óbvia da nossa perdição.Ora,permitam-me duvidar.Embora seja negar que os gestores da paróquia tiveram culpas no cartório,a causa principal desta "década perdida"é outra:o euro.Sim a moeda única e as suas regras conduziram fatalmente a este resultado.Os nossos políticos apenas o agravaram.

Por Domingos Amaral.GO.

terça-feira, 1 de março de 2011

CONSELHOS DE MÃE.


CONSELHOS DE MÂE.

Decorridos trinta e cinco anos da morte de minha mãe,estava no ano de 1975,considerado verão quente,e as convulsões,e agitações que decorriam quase por todo o País!..Eu um jovem ainda com os meus trinta e um anos na flor da juventude,casado já com uma filha e continuava,e participava em muitos movimentos em defesa da liberdade!..Na altura trabalhava na capital,em Lisboa e estava a todo o momento em cima de todos os acontecimentos,porque as liberdades que bastante custaram a conseguir não se podiam deitar por terra!..Mas isto vêm a propósito de que por questão laborais,e logo no inicio das nossas vidas muitas coisas acontecem com altos e baixos!..Numa bela altura desloquei-me a aldeia afim de trazer a minha filha para junto dos pais como todos os casais gostam de ter os filhos por perto!.Em casa de minha mãe que é a senhora que está na fotografia me chama a atenção!..Filho tem cuidado lá por Lisboa porque as coisas estão muito más!..Todos os dias há manifestações,e que se torna perigoso andares nessas lutas que podem vir a prejudicar o vosso bem!..Mulher simples dedicada a sua vida de aldeia,e as sua tarefas de família continuava com os seus conselhos para o filho que já tinha passado por uma guerra em Angola:E esta foi a minha resposta...Mãe pior do que aquilo por que já passei seria impossível,porque durante vinte e sete meses que passei numa guerra nada nos traz obstáculos,a mais aqui no meu Pais.Teremos que continuar defendendo os ideais pelo qual defendemos e acreditamos!.Para ti querida mãe continuo ouvindo os teus conselhos como se estivesses na minha presença mas continuarei com a mesma firmeza,e obrigação de deixarmos um caminho aberto ás novas gerações vindouras!..Neste caso aos teus netos ,e bisnetos que infelizmente já não tivestes o prazer de conheceres.Excepto um...Termino...Para ti querida mãe...E para ti querido pai!..Um beijo...

sábado, 12 de fevereiro de 2011

ALDEIA DO TELHADO.


ESTA CANTARINHA FOI FEITA NESTA ALDEIA.DO TELHADO.


ALDEIA DO TELHADO.


O TRABALHO DA ALDEIA DO TELHADO HÁ 60 ANOS.

Esta aldeia que eu conheço a escassos sete kms desviada do seu conselho de Fundão!..Telhado aldeia com sentimento de sobrevivência muito fortes ligados a faina de agricultores,e oleiros.E como os meus pais sempre moraram no centro da aldeia,e como trabalhava na sua oficina que partilhavam com a habitação,eu sempre me dei de conta daquilo que se passava no largo da aldeia.
Trabalhadores rurais que aqui no centro e largo da praça depois de fazerem uma manhã nas suas propriedades,arrendadas no cultivo de bens essencialmente para a sua alimentação,e agregado familiar!.Conversavam em roda circular esperando que alguém lhes fizeste o convicto para mais um dia de jorna!
Também tinha-mos as olarias,e os oleiros que na época eram muitos,e muito bem me lembro se fazerem nas olarias milhares de tigelas para apanhar a rezina que escoria dos pinheiros que abundavam para a zona conhecida por pinhal interior!.O meu pai como oleiro que era sempre recebeu grandes encomendas dessas peças,se possa ate dizer alguns milhares delas:Como não dava vazão as encomendas tratava de fazer a encomenda repartida pelos irmãos,e não só!..Também por outros oleiros da aldeia.Era sem duvida um fonte de rendimento que provinha da riqueza extraída da terra,em que se aproveitada tudo aquilo que era possível dentro dos parâmetros da força de trabalho,e riqueza que a terra nos dava!..

sábado, 29 de janeiro de 2011

RUA DO VALE COM AS SUAS HABITAÇÕES


NA RUA DO VALE.

Recordo-me muito bem que na minha adolescência ter entrado nesta habitação que na altura era de uma família  que se poderia dizer com boas propriedades para a época,e não sei por que motivo fui ao forro da dita habitação e vejo uma arma de caça estendida no chão.Arma essa que na época seria usado pelo próprio dono da habitação,obviamente que o dito senhorio seria caçador,e pela primeira vez na minha vida vi uma arma.A dona da casa ainda conheci,mas o dito marido da dona sinceramente já não tenho qualquer recordação do senhor.Os meus pais habitavam a poucos metros,ou seja logo no principio da rua,e aqui eu fui criado e neste lugar passei centenas de vezes se não milhares!..E ainda hoje sempre que me desloco a aldeia as pessoas me vê-em percorrer estes lugares que nunca esqueceremos.Poderão me perguntar que faz este individuo por estes lados?Já sabem o porquê!..Chamar a atenção,e tentar divulgar aquilo que existe na nossa aldeia!..Há coisas positivas e outras menos positivas!..Bem mas isto fica por agora para os responsáveis do poder local.Mas o meu sentimento de memória vêm no intuito de voz dizer que os anos passam mas o nosso cérebro é uma maquina bem aperfeiçoada e nele fica um rol de coisas que nunca esqueceremos durante a nossa vida,e esta e razão porque mais um episódio passado nesta aldeia que nos viu crescer.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

PESSIMISMO DOS PORTUGUESES:


PAÍS PIOR DO QUE EM 1974!..

PORTUGUESES NÃO CONFIAM NOS GOVERNOS NEM NO PARLAMENTO:

A esmagadora maioria dos portugueses desconfia dos poderes políticos instituídos e está mal informa sobre o desenvolvimento do País nas ultimas décadas.Por isso,afirma que Portugal está pior do que no período anterior ao 25 de Abril de 1974.O inquérito feito pelo projecto Farol a 1002 pessoas mostra que 94% dos portugueses desconfiam ou confiam muito pouco na classe política,89%nos partidos políticos,84% na assembleia da República e 90% nos governos.E, quando é pedido um diagnóstico do País ,46% consideram que as actuais condições económicas e sociais são piores ou muito piores quando comparadas com a vida há 40 anos:Em relação a um passado mais recente,58%dos inquiridos entendem que a situação está pior ou muito pior do que antes da entrada na União Europeia.E o pessimismo é elevado em relação aos próximos dez anos:53% admitem que a situação económica será pior ou muito pior.
Para Belmiro de Azevedo,líder histórico da Sonae,que participou na apresentação do estudo,a amostra é constituída por gente que tem medo,o que motivou críticas do empresário ao papel dos políticos.

Deixe-mo-nos de folclore político eleitoral e comecemos o trabalho sério,pediu.Para Belmiro,o objectivo (das campanhas)não é esclarecer,é catequizar as pessoas no sentido de uma certa opinião.

O referido empresário diz que é tempo de deixar o folclore politico!..

Dina Ramos C.da Manhã 19 de Janeiro 2011.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

HABITAÇÕES TRANSFORMADAS EM CAIXOTES!.

Urbanizações!...

Isto acontece um pouco por todos os lados em redor das grandes cidades!...Isto vêm a propósito de quê?...Os cidadãos sabem bem porque estas coisa sucedem!...Em redor temos habitações de oito habitações por prédio e nos intervalos é esta pouca vergonha,torres mais torres até que cheguem ao céu!...Céu!...Disse eu!...Era num lugar desses que precisava-mos neste mundo que habitamos!...Mas enfim isto agora é que vai ser,vai sair tudo direitinho, e afinado!..Porquê?Então durante tantos anos as coisa ainda não entraram nos carris,mas agora sim!...De um dia para o outro vêm aí o milagre dos salvadores da Pátria!...Pátria!...Mas que é isso?...É verdade!...Para a semana temos já aí um presidente da republica eleito pelos votos do povo e com uma varinha magica,e num clique está o milagre das rosas!..Rosas que enviou cinquenta mil licenciados para o desemprego!..Licenciados no desemprego?...Sim senhor!...E muitos deles com um extraordinário currículo profissional...Será bem assim?Foi aquilo que li num jornal diário:Pois estas construções são precisamente como aqueles que ainda conseguem arranjar um trabalho porque teve um padrinho,que lhe desse uma ajudinha!...As construções esta no mesmo caminho.Quando há autorização do poder local,a troco não sei do quê, também se dá a liberdade de crescer até ao limite!...Qual é esse limite que está estipulado?...Pois isso também eu gostava de saber,mas como não conheço a lei fico por aqui!..Apesar de estes senhores serem de uma ideologia que se dizem de esquerda desde de 1974,também caiem nestes erros grosseiros!...Excepto,menos um mandato de quatro anos:

sábado, 15 de janeiro de 2011

ZÉZÉ POVINHO TRISTE:FICOU COM AS MÂOS NOS BOLSOS;TRABALHAR PARA QUÊ?PARA SER ROUBADO!...

Portugal Perdeu Uma Década!.

Dez anos do século xxi ficarão para a história de Portugal,com uma década perdida!...Estes dez anos afastou-nos bastantes dos países da comunidade Europeia,e para traz ficou o descalabro do desemprego que foi a única coisa que nos restou!...Nisto somos dos primeiros pela responsabilidade de alguns, Tótós que geram os fundos da união europeia, que deveria cada um gerir a sua parte!...Somos Tótos mas não todos porque uns são super espertalhões para nos lixarem!... Para limpar os fundos que diz respeito a todos os Portugueses!..Se não vejamos!...Dizem que cada Português está endividado com determinada quantia!..Então sendo assim quem deve que pague!...Isto é aquilo que os órgãos de informação denunciam em muitas notícias.Pergunto?Quem anda a comer aparte que me pertence?Porque é que os vencimentos,e as reformas recuaram, naquilo que recebemos durante estes dez anos?Para que queremos tantos parasitas na assembleia da republica?Para aprovarem leis afim de soltarem os ladrões que levam o Pais na ruína!...Façam leis sim para prender esses fora de lei.Fora com os parasitas!...Fora com os dráculhas que não têm moralidade!...