sábado, 15 de maio de 2010

Sou Fonte Desde 1928.

A discórdia, dos terrenos aonde está colocado os nascentes que reabastecia  a aldeia do Telhado...Meus conterrâneos,esta fonte têm história...Esta fonte continua a fazer falta ao povo,e pelo facto de muitos Telhadenses terem agua ao domicílio este fontanário deviria de continuar a correr água,muito embora com um significado positivo...Foi herança dos nossos antepassados desde 1928,e nunca é de mais continuar a bater na mesma tecla...Por estar ausente sinto o carinho com que o povo do Telhado está ligado aos seus monumentos com alguns anos e história,e em anos de crise do precioso líquido nas nossas fontes recorrendo a fonte de mergulho colocada no Casal das laranjeiras e a fonte da bomba.O casal das laranjeiras,mais um acontecimento triste...As águas desta fonte também foram retiradas devido a nova  abundância de furos que foram explorados nas sua redondezas.Tudo foi permitido nesta Aldeia.Necessitamos que a agua continue a correr nesta fonte com o historial desde 1928.
As águas vêm do respectivo deposito,e nascente que há dias gerou revolta no povo do Telhado, e o povo mobilizou-se para defender o que é do povo.
Continuarei sempre a alertar o poder local baseado nestas injustiças.Depois de tantos anos o caso, agora têm que ser resolvido entre advogados e tribunais.Durante muitos anos os autarcas do telhado que andaram eles a fazer?Adormeceram a sombra dos votos que o povo lhes deu?É de lamentar tanta tristeza..É esta a diferença das pessoas que em pequenos pormenores nos distingue das ideias,e da visão...

1 comentário:

M. Lourdes disse...

A água é um bem precioso e tem gerado muita polémica. Quando se construíam minas, já se desviava a água dum local para outro, mas agora com os furos, que são muitos, há locais que ficam sem água de rega em proveito de outros.
Beijinhos
Lourdes