quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A Olaria.

São as mãos de um oleiro,e o Telhado,aldeia da minha criação e desde os meus anos de menino desde os três anos até a bonita idade de vinte anos assisti a este trabalho de qualificação feito pelos oleiros da minha aldeia...As olarias eram frequentes e um trabalho muito criativo na arte de bem construir,ou fabricar objectos de barro.Milhares de vezes vi com muita saudade que hoje recordo este maravilhoso trabalho feito por todos os oleiros da minha freguesia,incluindo o meu pai e os seus irmãos,era uma geração de oleiros bem qualificados na arte de fabricar o barro.Destaco aqui neste meu blogs a vaidade carregado de um simbolismo das pessoas que durante toda a sua vida foi dedicado a industria do barro,que era extraído da terra e que dava para estas bonitas peças.Perante a memória de todos os oleiros que conheci da minha aldeia presto aqui o meu tributo de um grande agradecimento,e perante eles me curvo com todo o respeito e dignidade pelo trabalho que fizeram durante muitos anos de suas vidas...Um pouco por muitos lugares que eu tenho o privilegio de passar ainda se vão vendo algumas peças que pelas mãos destes artesão foram desenhadas.Noutra altura,já falei de todas as famílias que o Telhado tinha a trabalhar na arte do barro.

4 comentários:

Luis Antunes disse...

Foi realmente uma profissão exemplarmente praticada por quase todos os homens do Telhado~´
Tenho algumas memórias vividas com Oleiros do Telhado, que um dia partilharei com todos os nossos leitores
Um abraço amigo Angelo

Joaquim Angelo disse...

Obrigado amigo Luis.Sem duvida que durante muitos anos esta arte de oleiro dava trabalho a muita gente,e daí o rendimento e sustento de muitas famílias.Presentemente nem pelos dedos das mãos se conta qualquer atelier de oleiro.Muito embora haja uma senhora que tente resistir,mas já foi chão que deu uvas...

M. Lourdes disse...

Esta é como tantas outras uma "arte" que tende a desaparecer. Esperemos que alguns teimosos dêem continuidade a uma das tradições do nosso país,.
Beijinhos
Lourdes

Joaquim Angelo disse...

É verde D.Lourdes,se ainda não desapareceu.estará para durar muito pouco.Bjs