domingo, 7 de fevereiro de 2010

Industria do Ferro.

Devido ao momento actual,em que dizem que o País está mergulhada numa profunda,e acentuada crise,pois aqui nestes altos fornos da Cederurgia nacional  em Paio Pires,há alguns anos a esta parte fabricava-se toneladas de ferro,e existia milhares de postos de trabalho, e os operários deste estabelecimentos faziam além dos turnos normais excediam o seu horário normal de trabalho em horas...Hoje pelo que tenho conhecimento estão trabalhando a meio gaz,e o que é que se fabrica neste momento?Nada ou quase nada...E o porquê?

Porque infelizmente os Países mais pobres que o nosso,como a China, e outros em troca de meia dúzia de grãos de arroz invadem-nos com um pouco de tudo desde plásticos, e mesmo objectos para a industria automóvel,porque grandes empresas Europeias mandam fazer quase tudo nesses Países de estrema pobreza, porque em muitos estabelecimentos comerciais,e nos objectos que compramos notasse as etiquetas ma-de em china...Aonde mora a produção de riqueza, que os nossos governantes tanto apregoam?Se eles próprios rebentaram com a riqueza do sector produtivo...E isto nota-se um pouco por todo o País fechar empresas por tudo e por nada...Infelizmente não passamos de um País de pedintes, e com tendência a agravar-se cada vez mais....

3 comentários:

M. Lourdes disse...

Joaquim
Hoje vei até à região onde habito. A Siderurgia foi, na verdade, uma grande empregadora dos portugueses. No entanto como outras grandes empresas foi aniquilada por uma má política de trabalho.
É o país que temos e, se calhar, o que merecemos...
Bjos

Joaquim Angelo disse...

D Lourdes, nos Felizmente ainda nos podemos considerar uns beneméritos pelo motivo de termos trabalhado em prol de um crescimento da economia do nosso País, e como tal tenho o privilégio de aonde habito ver esta grande espaço que criou riqueza em prol dos trabalhadores,dos patrões, e do País em geral...Esta foto foi feita de minha casa.

Joaquim Angelo disse...

D Lourdes Vamos tentar acordar todos os dia a espera que as coisas melhorem...Esperança há muita,e neste distrito de Setúbal no qual habito desde de 1974, nunca mas nunca vi a situação com no momento presente, industrias a traz de industria fechando por tudo e por nada.Outra ainda pior que esta, a lisnave,em Cacilhas,e a Setenave, em Setúbal...Alguém deveria ser chamado assumir a responsabilidade.Há muitos responsáveis por estas situações...Bjs.