domingo, 21 de fevereiro de 2010

Aldeia do Barco

Esta Aldeia banhada pelo rio Zêzere, Barco porque os aldeãs da aldeia,e das aldeias vizinhas para se deslocarem de um lado para o outro a travessia era feita por uma barca e puxada com a força humana e com umas grandes varas lá iam dirigindo a barca,e provavelmente venha aí o nome de Barco.
Presentemente está construída uma ponte que muito veio beneficiar as populações nas deslocações de um para o outro lado, e eu muito bem me recordo da sua inauguração, desde há alguns anos a esta parte,era ainda um jovem.A aldeia banhada pelo rio Zêzere a sul,e a norte com as suas vizinhas serras demonstram a riqueza de pinhal, dá para as aldeias ,e suas gentes...Alguns habitantes destas aldeias,a sua sobrevivência era no amanho das terras, e noutros tempos mais distantes nas minas de volfrâmio na aldeia da Panasqueira.
A industria por aqui,no meu conhecimento era relativamente fraca e por isso muitos habitantes da aldeia desde os anos de 1960 que começaram a emigrar para diversos Países da Europa:Além de aldeias serranas nota-se a tranquilidade e o sossego!Respirando-se os belos ares saudáveis, e a boa alimentação.O rio continua deslizando lentamente com as suas águas ,em direcção até a foz do rio Tejo.A aldeia mostrando as suas belas habitações modernas e com  excelentes  condições de habitabilidade.

2 comentários:

Francisco Vieira disse...

A desertificacao deve-se em grande parte a isso. As pessimas condicoes de vida das populacoes do interior. Por isso tantos cruzaram rios e mares, em busca de um futuro melhor.

Abracos amigo Joaquim

Joaquim Angelo disse...

De momento notasse as grandes dificuldade como antigamente,só emigravam as pessoas com formação relativamente baixa,mas de momento estamos a assistir a emigração com formação superior ,e com boa experiência profissional...A quem podemos agradecer tudo isto?Um abraço